Projeto Recondicionar promove educação ambiental

Um estudo encomendado pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, a ABDI, indicou que os eletrônicos de grande e pequeno porte, o Brasil já estaria gerando cerca de 1 milhão de toneladas anuais de lixo. A projeção parte de 2013 (918 mil toneladas) e vai até 2020 (1,09 milhão de toneladas), considerando ainda que haveria um pico na geração desses resíduos entre 2016 e 2017 (1,2 milhão de toneladas).

O Polo Marista de Formação Tecnológica, ciente da problemática que é o Lixo eletrônico e compreendendo a sua responsabilidade, criou uma iniciativa para promover educação ambiental e estimular o direcionamento correto do resíduo eletrônico produzido pela comunidade escolar da Rede.


Direções e coordenações dos colégios da Rede visitaram o Polo para conhecer o projeto

Na sexta-feira, 23/4, durante o período da tarde, diretores e coordenadores de colégios da Rede Marista vieram ao Polo conhecer o Projeto Recondicionar. Duranteo encontro foi explicado às direções e coordenações dos colégios que o intuito da iniciativa é promover o engajamento e conscientização da comunidade escolar. “Esse não é um projeto do Polo, é um projeto de todos os colégios. Contamos com vocês para que apliquem nas unidades os objetivos e obtenham nas suas comunidades os resultados do projeto”, ressalta o diretor do Cesmar, Ir. Odilmar Fachi.


Durante o envontro os colégios conheceram as possibilidades de recondicionamento de materiais

Dentre os principais objetivos da iniciativa está a difusão do trabalho do Polo Marista de Formação Tecnológica na Rede Marista de Colégio e Unidades Social no Rio Grande do Sul, fazendo com que a unidade partilhe e capacite sobre a responsabilidade ambiental os demais colégios e centros sociais da Rede. Além disso, o projeto visa instalar nas unidades pontos de coletas dos equipamentos eletrônicos descartáveis, facilitando a coleta e organização do recondicionamento.


As direções receberam um manual com todas as ofertas de produtos e serviços do Polo para o projeto

“Criar uma conscientização e um interesse pelo recondicionamento é o nosso desafio. Devemos buscar conscientizar nossos estudantes sobre novos, corretos e produtivos destinos para os aparelhos eletrônicos que normalmente são descartados”, ressalta a coordenadora geral do Polo, Márcia Broc.


Um kit com banner explicativo, caixas coletoras de computadores e celulares e folders serão entregues às unidades

Ao longo do ano, cada unidade aplicará o projeto da maneira mais coerente com a sua rotina escolar. Para auxiliar na aplicação, o polo oferecerá diversos produtos, serviços e oficinas tanto na unidade social quanto nos colégios. 

Para acessar a lista atualizada dos ecopontos do Projeto Recondicionar, clique aqui!

Comentários (2)

Gildo

Também quero saber onde posso descartar os mesmos objetos.

Responder

Entre na discussão.

captcha

Mensagens sem e-mail válido ou com expressões ofensivas serão excluídas.

Unidades Sociais Maristas

Rua Ir. José Otão, 11 – Bom Fim
Porto Alegre - RS - Brasil
90035-060


Principais Contatos 0800 54 11 200
[email protected]
Fale conosco